Partilhar
RUI COSTA - VOLTA A SUIÇA

RUI COSTA - VOLTA A SUIÇA

Junho marca o regresso de Rui Costa à competição na sua querida Volta à Suíça. Após um início de ano a construir bons alicerces, com mais de uma dezena de Top 10 conquistados em etapas e classificações gerais, o líder luso da UAE Team Emirates prepara-se para enfrentar a nona prova de categoria WorldTour da época, entre os dias 9 e 17.

O Campeão do Mundo de 2013 enfrenta assim uma vez mais a corrida que conquistou por três vezes consecutivas, um feito inédito não só para o ciclismo português como também na história da prova helvética.

Os anos de 2012, 2013 e 2014 foram de glória para Rui Costa na Volta à Suíça, ao vencer a classificação geral das três edições, contabilizando cinco etapas ganhas nas chegadas a Liestal (Et7 em 2010), Verbier (Et1 em 2012), La Punt (Et7 em 2013), o crono de Flumserberg (Et9 em 2013) e ainda a jornada com final em Saas-Fee (Et9 em 2014). As edições de 2016 e 2017 foram terminadas ambas no Top 10 da geral, em sétimo e quinto respectivamente.
Na 82.ª Volta à Suíça serão disputadas nove etapas, com a novidade de um contra-relógio por equipas de 18 quilómetros, em Frauenfeld, a marcar os primeiros tempos desta edição, num regresso após vários anos de ausência do esforço colectivo. Pelo meio serão servidos dois dias em circuito, a segunda etapa de 155 quilómetros no terreno sinuoso de Frauenfeld e a oitava etapa de 123 quilómetros em Bellinzona.

A terceira etapa apresenta um traçado a lembrar as clássicas, num total de 182 quilómetros, com partida em Oberstammheim e chegada a Gansingen. Segue-se a quarta etapa de dificuldade moderada, de 189 quilómetros, partindo de Gansingen e finalizando em Gstaad, uma chegada antecedida pela subida de 2.ª categoria em Saanenmöser, a 17,3 quilómetros da meta.

Os dias de verdadeira montanha não irão faltar, com a etapa-rainha a surgir à sexta jornada, num total de 186 quilómetros a partir de Fiesch e enfrentando duas das mais famosas subidas dos Alpes, as categorias especiais de Furkapass, ao quilómetro 39,5, e Klausenpass, ao quilómetro 118,8, que antecedem a chegada na 3.ª categoria de Gommiswald.

Restam ainda duas chegadas em alto, com a primeira a surgir na quinta etapa, composta por 155 quilómetros desde Gstaad, passando pela subida de 1.ª categoria de Col du Pilon, ao quilómetro 15,7, a categoria especial de Montana Village, ao quilómetro 120, culminando na chegada de 1.ª categoria a Leukerbad. Na sétima etapa percorrem-se 170 quilómetros, partindo de Eschenbach/ Atzmännig e tendo como ponto de chegada a categoria especial de Arosa.

A edição de 2018 da Volta à Suíça irá fechar com um decisivo contra-relógio individual de 34 quilómetros, no terreno rápido de Bellinzona.

Declarações de Rui Costa:

“Não sou atleta que gosta de prometer. Prefiro cautela, chegar e fazer, do que prometer resultados. Infelizmente, ainda estou lesionado e a fazer fisioterapia, devido a duas bursites e uma tendinite. Comecei a treinar esta semana, mas ainda assim espero estar bem na Suíça e ir melhorando etapa a etapa.”

Etapas Volta à Suíça 2018:

9/Junho, Etapa 1 – Frauenfeld / Frauenfeld (CRE 18 km) 10/Junho, Etapa 2 – Frauenfeld / Frauenfeld (155 km)
11/Junho, Etapa 3 – Oberstammheim / Gansingen (182 km)
12/Junho, Etapa 4 – Gansingen / Gstaad (189 km)
13/Junho, Etapa 5 – Gstaad / Leukerbad (155 km)
14/Junho, Etapa 6 – Fiesch / Gommiswald (186 km)
15/Junho, Etapa 7 – Eschenbach. Atzmännig / Arosa (170 km)
16/Junho, Etapa 8 – Bellinzona / Bellinzona (123 km)
17/Junho, Etapa 9 – Bellinzona / Bellinzona (CRI 34 km)

Site oficial Volta à Suíça:
http://www.tourdesuisse.ch/en/

Hashtag oficial:
#tourdesuisse

Escrito por Helena Dias